fbpx

O que causa as rugas e marcas de expressão? Tire suas dúvidas!

As rugas são fruto de um processo natural e orgânico que ocorre com todos os seres vivos: o envelhecimento.

Isso ocorre porque, conforme o tempo passa, a produção natural de colágeno – proteína responsável pela firmeza e sustentação da pele – vai diminuindo.

Desse modo, a pele torna-se mais flácida e, a partir desse processo, formam-se as rugas e marcas de expressão!

É claro que não podemos barrar o envelhecimento, afinal, enquanto um ser estiver vivo, seu organismo estará envelhecendo. 

Por outro lado, é possível minimizar e até mesmo reverter os efeitos desse envelhecimento, e na pele não é diferente!

Mas além do envelhecimento, existem outros fatores que acentuam e aceleram o envelhecimento da pele. Reunimos neste artigo as principais causas! Confira:

Diferença entre rugas e marcas de expressão 

Antes de elencar os principais fatores que levam aos vincos, é importante entender que rugas e marcas de expressão são coisas diferentes.

A diferença substancial está na profundidade e na forma como se manifestam na pele. As marcas de expressão são, na verdade, rugas dinâmicas. 

Elas recebem esse nome pois só aparecem quando há certas contrações musculares, como ao sorrir, quando se revelam os vincos ao redor dos olhos.

Já as rugas, propriamente ditas, são conhecidas como rugas estáticas, isto é, aqueles vincos mais profundos que são perceptíveis a todo momento, mesmo quando os músculos faciais estão relaxados.

Por fim, há também as rugas gravitacionais, que são mais comuns entre os 50 e 60 anos e ocorrem principalmente pela redução de fibras elásticas, acompanhando a flacidez do músculo, fazendo com que haja “sobra” de pele. A região mandibular é a mais comum.

Afinal, quais são as causas de rugas e marcas de expressão?

Agora que pontuamos as diferenças entre os tipos de rugas, vamos conhecer as principais causas que levam ao seu surgimento ou ajudam a acentuar. São elas:

Tabagismo

O hábito de fumar, como você deve saber, é prejudicial para o organismo como um todo, pois induz a uma série de reações químicas que, a longo prazo, podem desencadear diversas condições, principalmente de ordem cardiovascular.

Ocorre que o tabagismo também prejudica a qualidade da pele!

Isso porque a pele saudável se regenera constantemente. O colágeno antigo é decomposto e removido, enquanto o organismo produz um ‘novo’ colágeno. 

No entanto, fumar causa uma redução acentuada na produção do novo colágeno. O resultado da diminuição do colágeno é o desenvolvimento de rugas.

Exposição ao sol

A exposição excessiva à radiação ultravioleta (UV) do sol pode resultar no envelhecimento precoce da pele, também conhecido como fotoenvelhecimento. 

A exposição à luz ultravioleta quebra as fibras de colágeno e leva à produção de elastina anormal. 

Quando a luz ultravioleta danifica o tecido da pele, uma enzima chamada metaloproteinase é produzida. Essa enzima cria e ‘reforça’ o colágeno. 

Durante esse processo, no entanto, algumas fibras de colágeno saudáveis ​​são danificadas, resultando em elastose solar – ou seja, formação desorganizada de fibras. As rugas se desenvolvem quando o processo de reconstrução ocorre repetidamente, cada vez com menos eficiência.

Contrações dos músculos faciais

Acredita-se que linhas na testa, entre as sobrancelhas (glabela) e as que se manifestam no canto dos olhos (pés de galinha) se desenvolvam por causa de pequenas contrações musculares. 

Ou seja, sorrir, franzir a testa, apertar os olhos e outras expressões faciais habituais fazem com que essas rugas se tornam mais proeminentes. Com o tempo, essas expressões aliadas à gravidade contribuem para a formação de rugas.

Envelhecimento

As rugas são um subproduto do processo de envelhecimento. Como você deve imaginar, a idade é o principal fator que leva ao surgimento de rugas e marcas de expressão. 

À medida que as pessoas envelhecem, as células da pele se dividem mais lentamente e a camada intermediária da pele, chamada derme, começa a ficar mais fina. 

A derme é composta por uma espécie de rede de fibras de elastina e colágeno, que, por sua vez, oferece sustentação e elasticidade. 

Conforme essa rede se solta e se desfaz com o tempo, criam-se depressões na superfície da pele, formando as rugas. 

Vale ressaltar que a pele envelhecida também é menos capaz de reter a umidade, menos eficiente na produção de hidratação natural (sebo) e mais lenta para cicatrizar. Todos esses fatores também contribuem para o desenvolvimento de rugas.

Como prevenir rugas e marcas de expressão?

De fato, o envelhecimento é um processo natural e orgânico, não se pode evitar, mas pode-se adotar alguns hábitos que irão retardar o surgimento de rugas e ajudarão a proporcionar uma aparência de pele mais nova.

Alguns cuidados incluem:

Proteja-se do sol

Busque imitar o tempo que você passa ao sol, especialmente nos horários mais críticos (das 10h às 16h), e sempre use roupas de proteção, como chapéus de abas largas, camisas de mangas compridas e óculos de sol. 

Além disso, é imprescindível usar protetor solar durante todo o ano, em todas as estações, mesmo dentro de casa. Esta é, na verdade, a principal prescrição, mas que muitas pessoas negligenciam, recorrendo ao uso de proteção solar apenas quando vão à praia ou piscina.

Escolha um produto para a pele com fator de proteção de pelo menos 15. 

Aplique protetor solar generosamente e reaplique a cada duas horas – ou com mais frequência se você estiver nadando ou transpirando.

Hidrate a pele

A pele seca encolhe as células robustas da pele, o que pode causar linhas finas e rugas prematuras. 

A hidratação, por sua vez, ajuda a pele a reter água, o que camufla as linhas e vincos por meio de um processo chamado osmose. 

Contudo, pode levar algumas semanas de uso regular de hidratante até que você note qualquer melhora em sua pele.

Não fume

Mesmo que você tenha fumado por anos ou com muita frequência, ainda pode mudar o hábito e melhorar a textura da pele.

Com isso, o ciclo de produção de colágeno tende a se restabelecer, além do fato de você não levar todas as toxinas existentes no cigarro ao seu organismo e à sua pele.

Adote uma alimentação saudável

Existem algumas evidências de que certos nutrientes (como vitamina C, A e betacaroteno, por exemplo) em sua dieta ajudam a proteger sua pele. 

De modo geral, esses nutrientes são encontrados em frutas e vegetais. Adote uma alimentação balanceada e refeições coloridas para obter todos os nutrientes necessários à manutenção da qualidade e firmeza da pele!