fbpx

Benefícios da drenagem linfática:

Por que fazer?

Drenagem linfática em Nova Iguaçu: Sabia que a drenagem linfática não é só indicada para fins pós-operatórios, mas também é importante para a saúde?

Obviamente, se você acabou de fazer uma lipoaspiração, seu médico deve ter indicado o procedimento para você, mas os benefícios da drenagem linfática vão além!

Ao mesmo tempo, é indicada para diversos tipos de cirurgias.

Confira neste artigo o que é, como funciona e os benefícios da drenagem linfática!

O que é drenagem linfática mesmo?

Em suma, drenagem linfática é uma técnica manual que visa estimular o sistema linfático.

A princípio, linfa é um líquido que circula por todo o corpo por meio de uma rede de pequenos vasos paralelos ao sistema sanguíneo: o sistema linfático. 

O papel principal da linfa é transportar resíduos que devem ser eliminados do corpo. 

Além disso, o sistema linfático desempenha um grande papel imunológico. 

Muitos glóbulos brancos circulam na linfa; e os nódulos linfáticos, distribuídos ao longo da rede, prendem e destroem germes e bactérias.

Contudo, é de suma importância realizar a drenagem linfática no pós-operatório.

Por que fazer drenagem linfática no pós-operatório?

Além do uso de medicamentos e uma alimentação saudável, realizar a drenagem linfática no pós-operatório é crucial. 

6 motivos para fazer a drenagem linfática

  • Reduz a retenção de líquidos

Um dos motivos para realizar a drenagem linfática no pós-operatório, é que ela é muito eficaz para auxiliar o corpo a eliminar líquidos em excesso.

Além disso, ela ajuda a reduzir o inchaço na região onde fora realizado o procedimento.

  • É um alívio para as dores

Com os movimentos da drenagem linfática é possível aliviar dores no local da cirurgia, trazendo muito relaxamento aos pacientes pós-cirúrgicos. 

  • É excelente para hidratar a pele

Definitivamente, os movimentos da drenagem linfática ajudam a repor a umidade da pele após uma cirurgia que pode ficar desidratada, melhorando assim sua aparência.

  • Ajuda a desintoxicar o corpo

A falta de atividade física, o uso de medicamentos, bem como a má alimentação, podem acumular líquidos no corpo após uma cirurgia.

Quando você faz a drenagem linfática, ela auxilia o corpo a excretar as toxinas presentes no sistema linfático.

  • É ótima para a circulação

Hidratar e nutrir as células, bem como dar a elas o oxigênio necessário, é de suma importância, principalmente para evitar cicatrizes e aumentar a capacidade do corpo de absorver os hematomas após a cirurgia, e a drenagem linfática proporciona tudo isso. 

  • Combate à formação de fibrose

Quando o seu corpo está em processo de cicatrização, pode ocorrer um aumento significativo do tecido na região operada, comumente conhecida como fibrose.

É muito ruim ficar com cicatrizes a pós um procedimento cirúrgico e com a drenagem linfática é possível reduzir ou mesmo evitar a fibrose, já que a drenagem linfática é excelente para a circulação sanguínea. 

Como você pode perceber, a drenagem linfática é praticamente parte da cirurgia. Sem a realização dela, seu corpo pode não responder esteticamente de forma positiva conforme o seu esperado. 


Como funciona
a drenagem linfática?

A drenagem linfática tem duas variações. Pode ser feita de modo manual ou mecânico. 

Independente do método a intenção é a mesma: a realização de manobras de massagem, esvaziado assim os gânglios linfáticos que são os responsáveis pelo inchaço do pré-operatório.

Esses líquidos, após as sessões de drenagem linfática, são excretados pela urina. 

A drenagem linfática também pode ser realizada em outras partes do corpo, além do abdômen. Tórax, braços, pernas e rosto, podem se beneficiar da drenagem linfática. 

Depois que tipo de cirurgia eu preciso fazer a drenagem linfática?

Definitivamente essa é uma informação importante. Muitas pessoas acreditam que somente o pós-operatório da lipoaspiração é que deve ser feita drenagem linfática.

Confira agora em quais casos a drenagem linfática se faz necessária, inclusive sendo indicada no pré-operatório:

  • Lipoescultura e lipoaspiração;
  • Abdominoplastia;
  • Mamoplastia (redutora, reparadora ou de aumento);
  • Enxerto de gordura;
  • Cirurgia de contorno corporal;
  • Dermolipectomia;
  • Ritidoplastia;
  • Blefaroplastia;
  • Lifting de braços e coxas;
  • Rinoplastia.

Ou seja, para um resultado excepcional, se seu médico solicitar que faça a drenagem linfática também antes do procedimento cirúrgico, não hesite jamais.

Benefícios da drenagem linfática 

Como você pode perceber, a drenagem linfática é muito eficaz após a realização de uma cirurgia e, em alguns casos, no pré-operatório.

No entanto, a drenagem linfática não é só indicada em casos de cirurgia plástica. 

Poderíamos assim dizer que é uma questão de bem-estar e de saúde!

Ela também é extremamente importante para:

  • Mulheres grávidas que podem fazer para evitar a retenção de líquido;
  • Alivia a tensão pré-menstrual;
  • Age contra a celulite;
  • Melhora cicatrizes hipertróficas e queloidianas;
  • Terapia de relaxamento em pessoas tensas;
  • E os benefícios não param por aí.

Pessoas acamadas podem fazer drenagem linfática?

Agora você vai ficar surpresa com essa indicação. 

Como você já sabe, a drenagem linfática também é excelente para quem sofre de má circulação.

Por isso, pessoas acamadas, por exemplo, devem fazer a drenagem linfática.

Embora o sistema linfático esteja intimamente relacionado ao sistema sanguíneo, existe uma grande diferença entre eles: o sangue circula por meio de uma bomba, o nosso coração, mas a linfa não.

Dessa forma, é puncionada graças à gravidade, mas as pessoas acamadas ou muito sedentárias não tem este privilégio.

Assim, a linfa acumula-se nos membros inferiores deixando parada uma enxurrada de toxinas no corpo, além de líquido.

Nesse caso, a drenagem linfática manual ou mecânica permite simular um efeito de bombeamento para reiniciar a circulação da linfa perfeita.

 

Quantas sessões de drenagem linfática são necessárias?

Isso depende muito. Cada tipo de procedimento cirúrgico exige números de sessões diferentes.

Outro fator também é de recuperação, que pode variar dependendo do tipo de cirurgia.

No geral, só para você ter uma média, são necessárias de oito a dez sessões de drenagem linfática. 

O ideal é seguir as orientações do seu médico, viu?

Percebeu que os benefícios da drenagem linfática, além do pós-operatório são importantes também em outros casos?

O conselho maior é que sempre busque um local adequado para a realização do procedimento, combinado?

Gostou deste conteúdo? Que tal seguir a gente em nossas redes sociais? Temos um monte de dicas e novidades imperdíveis!

Segue lá!